segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Gabriel faz falta

OK, houve a arbitragem. E eu já defendi que quem foi prejudicado pelo juiz tem mais é que reclamar, sem medo de patrulha.

Mas deixo as críticas para o lado derrotado, que não foi o meu, e venho analisar o futebol apresentado pelo Santos ontem contra o Atlético Paranaense.

Não foi um grande jogo, como o 0x0 até os 50 do segundo tempo demonstra. Há vários motivos para isso. Desde a (já tradicional) inoperância de Bruno Henrique até a também não surpreendente pouca competência de Eduardo Sasha. A atuação opaca de Dodô, outra coisa já tradicional, também contribuiu. E Sánchez, o melhor jogador do time e com sobras, não consegue fazer tudo sozinho.

O fato é que a evolução do futebol de Gabriel no segundo semestre não apenas ressucitou sua carreira, mas também criou no Santos uma dependência dele. Sem o garoto, o time fica um pouquinho perdido, acéfalo. A parceria entre ele e Sánchez tem trazido frutos pra lá de interessantes. Cabe ao Santos aproveitar isso ao máximo.

PS 1: Bryan Ruiz não vai jogar nunca? Não culpo o Cuca por isso, já que ele não mostrou nada quando entrou e deve estar apagado nos treinos. Vem fiasco por aí?

PS 2: Sánchez é um líder nato, foi o melhor do time ontem, etc., etc., mas jogador que toma cartão por tirar a camisa na comemoração precisa ser multado. É o tipo de coisa que vai fazer falta lá na frente.

Um comentário:

Yose Abramovic disse...

This web page is mostly a walk-via for all the info you wanted about this and didn’t know who to ask. Glimpse right here, and you’ll definitely uncover it. casino online